História do Serviço das Bibliotecas Escolares do Agrupamento

Publicado em 01-01-2011
Visitas: 5458

O Serviço das Bibliotecas Escolares (SBE) do Agrupamento Finisterra-Cantanhede foi constituído no ano letivo de 2013/2014 na sequência da agregação da Escola Secundária de Cantanhede com o Agrupamento de Escolas Finisterra. 

O serviço é composto por duas bibliotecas escolares, a Biblioteca Escolar situada na Escola EB2/3 Carlos de Oliveira e a Biblioteca Escolar Clara Póvoa, localizada na Escola Secundária de Cantanhede. As duas bibliotecas prestam serviço às 14 unidades que compõem o agrupamento, e que compreendem desde a educação pré-escolar até ao ensino secundário. 

O SBE faz parte da Rede de Bibliotecas de Cantanhede. Esta rede tem-se mostrado uma mais-valia na medida em que: 

- através da atualização permanente do Catálogo Coletivo, o SBE disponibiliza o seu fundo documental a todos os utilizadores concelhios, mas também pode colmatar necessidades dos seus utilizadores locais com a ativação do empréstimo interbibliotecário; 

- participa numa rede de cooperação para o desenvolvimento de atividades culturais que trazem um valor acrescentado às atividades educativas

- maximiza esforços com a implementação do Projeto Literacias: formar os parceiros da biblioteca e a construção de uma página web para apoio às atividades da Educação Literária.

 

Missão do SBE

Enquanto estrutura pedagógica, o Serviço das Bibliotecas Escolares do Agrupamento tem por missão apoiar o processo de ensino e aprendizagem, promover a leitura, a literacia da informação e a literacia digital e o gosto pela frequência de bibliotecas ao longo da vida, a fim de contribuir para a formação de cidadãos informados, críticos, responsáveis, utilizadores efetivos da informação e com capacidade de aprendizagem autónoma.

 

Visão do SBE

Integrado no Programa da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), o Serviço das Bibliotecas Escolares do Agrupamento pretende continuar a ser uma referência neste programa. Aberto às orientações nacionais e internacionais e à colaboração em rede, desenvolve o seu trabalho numa busca contínua da excelência dos serviços e da coleção, acessíveis equitativa e livremente, potenciando os valores e demais orientações estratégicas expressas no Projeto Educativo do Agrupamento e no Programa Estratégico da RBE 2014-2020. 

 

Objetivos estratégicos do SBE

Promover, em articulação com as estruturas pedagógicas, o desenvolvimento e a aquisição de competências de literacia, de literacia da informação e de literacia digital.

Proporcionar, em diversos suportes e formatos, o acesso a recursos de informação fiáveis e adequados ao currículo.

Possibilitar o acesso a bens e a atividades culturais capazes de proporcionar o desenvolvimento pessoal e uma ocupação lúdica e educativa dos tempos livres. 

 

História da Biblioteca Carlos de Oliveira

Em 2011, a Biblioteca esteve na constituição da Rede de Bibliotecas de Cantanhede, com a formalização dessa Rede através de um Protocolo de Cooperação. Para além do trabalho colaborativo entre todos os bibliotecários do concelho de Cantanhede, a constituição desta Rede permitiu ainda a disponibilização ao público de um Catálogo Coletivo através do qual é possível a qualquer utilizador aceder aos documentos de qualquer biblioteca do concelho.

Em 2010, a Biblioteca sofreu obras para reestruturação dos seus espaços funcionais, tendo recebido apoio financeiro da Rede de Bibliotecas Escolares para a aquisição de equipamentos.

Em 2002, a Biblioteca integrou a Rede de Bibliotecas Escolares.

 

História da Biblioteca Escolar Clara Póvoa

A origem da Biblioteca Escolar Clara Póvoa entrelaça-se na história da Escola Secundária de Cantanhede e dos anteriores Liceu de Cantanhede, Colégio Infante de Sagres e Escola Industrial e Comercial de Cantanhede.

Muitos foram os professores, alunos e funcionários que, ao longo do tempo, se envolveram neste projeto, dando-lhe vida, imprimindo-lhe uma dinâmica própria.

Em 2013, a Biblioteca foi reorganizada e renovada de modo a maximizar-se o espaço, os equipamentos e o fundo documental, tendo em conta as necessidades constantes dos seus utilizadores que, no ano letivo de 2013/2014, ascenderam aos 12000 visitantes.

Em 2013, a Biblioteca, conjuntamente com os restantes bibliotecários escolares do concelho, deu início à implementação do Projeto Literacias na escola: formar os parceiros da biblioteca.

Em 2012, e na sequência do falecimento da sua coordenadora de muitos anos, a Biblioteca Escolar adquire a designação de Biblioteca Escolar Clara Póvoa.

Em 2011 a Biblioteca esteve no processo de constituição da Rede de Bibliotecas de Cantanhede, com a formalização dessa Rede através de um Protocolo de Cooperação. Para além do trabalho colaborativo entre todos os bibliotecários do concelho de Cantanhede, a constituição desta Rede permitiu ainda a disponibilização ao público de um Catálogo Coletivo através do qual é possível a qualquer utilizador aceder aos documentos de qualquer biblioteca do concelho.

Em 2008 a Biblioteca recebe novo apoio financeiro da RBE através da candidatura ao Projeto Ideias com Mérito, o que permitiu um avanço na formação dos utilizadores, alunos e professores, em especial no desenvolvimento de competências em literacia digital.

Em 2005 apresentámos um novo projeto para renovação da coleção e para completar o mobiliário e equipamento, o que permitiu atualizar os fundos documentais e melhorar o sistema de recuperação da informação.

Em 2002, no âmbito da Candidatura Nacional, reformulámos parte da biblioteca, de forma a responder às exigências da RBE a nível da integração dos espaços.

Em 1998 foi apresentada e aprovada a Candidatura à Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), tendo a Escola recebido um apoio inicial que foi complementado pela Escola, permitindo uma mudança total do mobiliário, de algum equipamento e uma renovação do fundo documental.

Em 1992 foram apresentados os projetos Mediatecas Escolares e Centros de Recursos, os quais foram aprovados, possibilitando um enorme salto qualitativo nos serviços de informação da Escola.

Em 1977/1978, após a construção da nova Escola Secundária de Cantanhede, a Biblioteca começou por ser instalada no bloco administrativo, no primeiro andar, tendo posteriormente sido transferida para o rés-do-chão do bloco par.